sexta-feira, 20 de abril de 2012

a importância do formato da câmara de combustão


o estagio inicial da combustão exerce importante papel na evolução e na propagação da chama, pois uma pequena diferença na formação inicial da chama pode produzir uma significativa varição de pressão dentro do cilindro. 

isso explica o motivo do designer da câmara de combustão se crucial no no bom funcionamento de um motor de alta performance . podemos ver claramente que a câmara de combustão de um "hemi" um v8 ( oito cilindros dispostos em "V" ) com 5,4 litros criado pela chrsley em meados da década de 60 rendia cerca de 180hp uma potencia considerável para a época 





a vela de ignição e o formato da câmara de combustão favorecem uma queima rápida e um bom aproveitamento da mistura ar/combustível admitida pelo cilindro resultando assim em uma maior potencia e capacidade de rotação.




esse formato hemisférico é utilizado até hoje em motores de moto que tem baixa cilindrada mas por sua vez tem torque e potencia máxima satisfatório para o baixo deslocamento que o motor oferece .

Mas o design da câmara hemisférica não permite o uso de multi válvulas (4 válvulas por cilindro ou mais ) para sanar tal "problema" os engenheiros ao passar dos anos criaram algo que lembra muito o formato hemisférico porem chama-se pentroof (telhado em "V" invertido, em inglês) para acomodar as válvulas. 

esse por sua vez tendo maior capacidade de fluxo e uma ótima posição da vela de ignição sendo capas de gerar mais potencia com menor cilindrada a foto mostra  a câmara de combustão de um cabeçote utilizado no Vectra e no calibra aqui no brasil e em vários outros veículos pelo mundo ele rendia satisfatórios 150hp em um motor 2.0 litros 4cilindros dispostos em linha 

existem também motores com 5 válvulas por cilindro como o do audi A3 e outros.

voltando a falar sobre os motores com 2 válvulas por cilindro que são mais comumente encontrados e por sua vez mais comumente "preparados"  geralmente recebem válvulas maiores para garantir maior fluxo de ar recebem também retrabalhos nos dutos tanto de admissão como de escapamento e retrabalho na taxa de compressão tanto para mais como para menos dependendo do tipo de preparação aplicada no motor.

mas geralmente mudanças no formato da câmara de combustão não são cogitadas na preparaçao de motores a primeira noticia que tive sobre algo do tipo foi o pessoal que tem fusca  "mexido" estava cansado de investir tanto em válvulas e ter um rendimento abaixo do esperado entre outros problemas e alterou o formato original da câmara de combustão do fusca para a de um outro motor desenvolvido pela Volkswagen em um de seus motores comumente conhecido no meio automobilístico como "AP"   

essa é a câmara de combustão do fusca sem nenhum retrabalho 

esta é uma câmara de combustão no mesmo formato utilizado no motor "AP"



 comparativo entre os dois modelos citados 


neste momento você deve esta se perguntando, por que motivo a câmara do formato "AP" é melhor ?  
bem éla é "melhor" pois permite liberar mais espaço ao redor das válvulas que estavam muito perto das bordas da câmara tendo assim mais area para a passagem do fluxo tanto de admissão como de escapamento  e a sua maior área permite direcionar melhor a força da explosão no cilindro garantindo assim uma melhor queima da mistura admitida e uma melhor expulsão dos gases resultantes da queima para ilustrar a explicação



um exemplo de cabeçote com um desenho de câmara pouco eficiente é o utilizado nos chevette 1.4
repara que o mesmo possui pouco espaço entre a válvula e a parede da câmara e ainda tem angulo muito reto bem diferente do "AP" isso pode ser um dos motivos que fez o motor ser conhecido como ruim de preparar 


esse cabeçote abaixo é de um chevette 1.6 desenvolvido alguns anos depois note a diferença no formato da câmara de combustão 


infelizmente esse modelo de cabeçote veio em uma época que visava-se economia de combustível e pra tal os engenheiros colocaram uma restrição de quase 50% nos dutos de admissão fazendo assim a câmara melhorada perder a função de performance e ter função de economia mas mesmo assim esse modelo de motor tinha maior potencia que o anterior 

este cabeçote acima é de um chevette foi feito por um membro de um clube automotivo visando performance repare que ele retirou todas as quinas vivas e deu ângulos próximo as válvulas  favorecendo o escoamento dos gases 

o que quero salientar com essa postagem é que com mudanças na câmara de combustão podemos ganhar potencia ou economia dependendo de como aplicarmos as alterações e do que elas são acompanhadas 



Nenhum comentário:

Postar um comentário